Conheça os furacões mais devastadores da história




Os furacões são as tempestades mais violentas da Terra. Os cientistas ainda não sabem exatamente porque ou como eles são formados, mas sabem que dois ingredientes são necessários para o seu surgimento: águas mornas e ventos que não variam muito de direção e velocidade.

A cada ano, essas tempestades tropicais são nomeadas em ordem alfabética. Existem ao todo seis listas de nomes que são reutilizadas a cada seis anos. Se uma tempestade causa dano devastador, seu nome é removido da lista e substituído por um novo nome que começa com a mesma letra.

Os meteorologistas classificaram essas violentas tempestades em cinco tipos:

  • Furacão Categoria 1: ventos de 119-153 Km/h
  • Furacão Categoria 2: ventos de 154-177 Km/h
  • Furacão Categoria 3: ventos de 178-208 Km/h
  • Furacão Categoria 4: ventos de 209-251 Km/h
  • Furacão Categoria 5 : ventos superiores a 252 Km/h

Abaixo você conhecerá algumas dessas devastadoras tempestades que causaram grandes danos por onde passaram, veja:

Furacão Hugo, 1989, causou mais de 50 mortes

Furacão Hugo

O furacão Hugo foi o mais intenso furacão da temporada de 1989. De Categoria 4, ele devastou o norte das Pequenas Antilhas em meados de setembro, e a costa leste americana dias depois. Somente no Caribe, ele causou mais de 3 bilhões de dólares em danos e 28 fatalidades. Nos Estados Unidos, Hugo causou mais de 7 bilhões de dólares em prejuízos e 21 fatalidades. Atualmente ele está na oitava posição como o mais devastador.

Furacão Gordon, 1994, causou mais de 1.000 mortes

Furacão Gordon

O furacão Gordon formou-se no leste da Nicarágua e seguiu para o norte, matando mais de 1.123 pessoas no Haiti e mais 23 em outros países. Os danos que ele causou foram catastróficos, sendo 400 milhões de dólares somente nos Estados Unidos. Apesar do número de mortes e a grande quantidade de danos, o nome Gordon não foi retirado da lista.

Tempestade Tropical Allison, 2001, causou 55 mortes

Furacão Allison

Apesar de não ser nomeada oficialmente como um furacão, Allison se tornou a tempestade tropical mais cara e mortal na história dos Estados Unidos, causando mais de 50 mortes e danos no valor de 5,5 bilhões de dólares. A tempestade formou-se no norte do golfo do México em 4 de Junho de 2001 e atingiu a costa do sudeste do Texas pouco depois. Durou 15 dias, atingindo locais como Luisiana, Pensilvânia e principalmente Houston, onde deixou mais de 30.000 pessoas desabrigadas após enchentes que inundarem mais de 70.000 residências e destruírem outras 2.744.

Furacão Pauline, 1997, causou mais de 300 mortes

Furacão Pauline

furacão Pauline foi um dos mais fortes e mortíferos furacões do Pacífico a fazer landfaal no México. Formou-se de uma onda tropical em 5 de outubro de 1997 a cerca de 410 Km a sul-sudoeste de Huatulco, no estado mexicano de Oaxaca. Pauline produziu chuvas torrenciais ao longo da costa mexicana, alcançando 406 mm em Acapulco. Intensas enchentes e deslizamentos de terra em algumas áreas mais pobres do México mataram entre 230 a 400 pessoas, fazendo do furacão um dos mais mortíferos furacões do Pacífico nordeste na história registrada. Sua passagem destruiu e danificou dezenas de milhares de casas, deixando cerca de 300.000 desabrigados e causando cerca de $7,5 bilhões de dólares em prejuízo.

Furacão Irene, 2011, causou mais de 49 mortes

Furacão Irene

O Furacão Irene foi um furacão atlântico de Categoria 3 que provocou diversos danos a nações caribenhas antes de sua chegada em terra na Carolina do Norte e Sul. Atingiu os estados da Virgínia, Nova Jersey, Nova York, Massachusetts, Vermont e outros estados, além do Canadá. Causou 50 mortes e deixou um prejuízo de 11 bilhões de dólares.

Furacão Georges, 1998, causou mais de 600 mortes

Furacão Georges

O furacão Georges foi um furacão de Categoria 4 muito intenso e ao mesmo tempo destrutivo, atingiu boa parte do Caribe e do sudeste dos Estados Unidos em 1998, causando mais de 600 fatalidades e cerca de 5,9 bilhões de dólares em prejuízos. Seus ventos alcançaram mais de 250 Km/h.

Furacão Mitch, 1998, causou mais de 18.000 mortes

Furacão Mitch

Mitch, um furacão de Categoria 5 foi sem dúvida o pior desastre natural do século XX. Alcançou ventos de mais de 290 Km/h e devastou a América Central entre 22 de outubro a 5 de novembro de 1998. Foi o mais devastador furacão dos últimos 200 anos e o segundo maior em número de mortes. Causou de 6 a 7 bilhões de dólares em prejuízos e 18.000 mortes, afetando as áreas de Honduras, Nicarágua, El Salvador, Guatemala, Península de Yucatan e o sul da Flórida.

Furacão Agnes, 1972, causou mais de 122 mortes

Furacão Agnes

O furacão Agnes atingiu a costa do golfo dos Estados Unidos em meados de junho de 1972. Causou mais de 3 bilhões de dólares em prejuízos e 122 vítimas fatais. Seus ventos chegaram a 152 Km/h, e embora tenha sido classificado como um furacão de Categoria 1, na época foi o furacão mais custoso da história.

Furacão Jeanne, 2004, causou mais de 3.000 mortes

Furacão Jeanne

O Furacão Jeanne foi um furacão da estação de 2004 no Atlântico. Durou de 13 a 28 de setembro e foi classificado como um furacão de Categoria 3 com ventos que chegaram a 195 km/h. Causou prejuízos de mais de 6,9 bilhões de dólares e mais de 3000 mortes (a maioria no Haiti).

Furacão Ike, 2008, causou mais de 155 mortes

Furacão Ike

O furacão Ike foi o terceiro furacão mais destrutivo de toda a história a atingir os Estados Unidos. Provocou a morte de 164 pessoas, 126 diretas e 38 indiretas. 74 das fatalidades ocorreram somente no Haiti, país que estava tentando se recuperar dos estragos causados pela tempestade tropical Fay, e dos furacões Gustav e Hanna. Nos Estados Unidos, Ike provocou 82 fatalidades e deixou outras 202 desaparecidas. Os danos provocados por Ike são estimados em 27 bilhões de dólares somente nos Estados Unidos. Os prejuízos em Cuba chegaram a 4 bilhões de dólares e, nas Bahamas, 500 milhões de dólares, totalizando 31,5 bilhões de dólares em prejuízos econômicos diretos. Com isso, Ike se tornou o terceiro ciclone tropical atlântico mais custoso de toda a história, somente atrás do furacão Andrew, em 1992, e do furacão Katrina, de 2005.

Furacão Katrina, 2005, causou mais de 1830 mortes

Furacão Katrina

O furacão Katrina alcançou a Categoria 5 convertendo-se no furacão mais destrutivo da história recente dos Estados Unidos. Provocou a morte de 1836 pessoas, imundando os estados de Luisiana, Mississippi, Florida e devastando impiedosamente a cidade de Nova Orleans, onde mais de um milhão de pessoas foram evacuadas. Causou mais de 81 bilhões de dólares em prejuízos e alcançou ventos de mais de 278 Km/h.

Redator - Sandro Felix

Sandro Felix é redator e editor do site Universo Games desde janeiro de 2016. Apaixonado pela cultura Geek, escreve diariamente noticias sobre games e entretenimento para o site.